Registo | Entrar
PT EN

As 9 verdades de Moes

As 9 verdades de Moes

Março 31, 2015 / 3871

As 9 verdades de Moes

Sempre à procura de textos e artigos interessantes, encontrámos este engraçado e crú directamente do Canadá!  

"Escrevi algo para aqueles que começaram a correr e que têm dificuldade a motivarem-se porque correr é difícil.  Estas são as 9 verdades sobre a corrida que gostava de ter ouvido quando tentei tornar-me um corredor sério.
  
 

9 – O mundo não quer saber das tuas corridas  

Uma das razões pela qual a corrida tornou-se popular nos últimos anos é porque virou moda.  É “trendy” correr! Os meios para partilhar todos os detalhes dos teus treinos multiplicaram-se graças aos “social medias”.  Chego a pensar que se o FB não existisse, muitos não chegariam a correr nunca…  
O que quero dizer é que mesmo que o teu status de corridas seja “Liked” e comentado por 20 pessoas, com muitas palavras de incentivo:  As pessoas não querem saber da tua corrida.  Na verdade, tens provavelmente amigos que ficam realmente contentes por ti e encorajam-te, mas não deves ter a mentalidade de correr para receber apoio.  É a pior razão “ever”.  Porque no dia em que não fores correr, ninguém vai escrever no teu wall:  Hey!  porquê que não foste correr hoje?  Let’s go! Levanta-te! Não são essas pessoas que vão atar-te os atacadores e dizer-te sai para a rua…. 
Eu mesmo chego a partilhar por vezes uma boa prova com os meus amigos e claro que sabe bem ler um “good Job!” ou “Continua!”, é agradável, mas não deves esquecer nunca que não corres pelos encorajamentos…  O mundo não quer saber das tuas corridas!!  

8. Esquece as frases mágicas e as crenças  

Todo o mundo é diferente, é um facto.  Não temos as mesmas qualidades atléticas e biológicas.  Para alguns a corrida é relativamente natural.  Para outros é um exercício difícil e doloroso que os aproxima da “morte” um pouco mais de cada vez…  O que faz que corredores com experiência utilizarão um monte de palavras sábias para te explicar a filosofia da corrida.  Vou poupar-te tempo:  é uma treta! 
Atenção, não que essas pessoas sejam mentirosas, mas simplesmente porque a corrida e tudo aquilo que se passa dentro de nós é diferente para cada pessoa.  Portanto que alguém te venha dizer que “aguenta, já vais ter um 2º fôlego” ou que “daqui a pouco já nem sentes que estás a correr” ou outros pensamentos mágicos deste gênero… é tudo uma merda!  Eu sou corredor e ainda hoje procuro o 2º fôlego em cada corrida que faço! 
A única coisa verdadeira nisto, no meio de todos estes clichés é que quanto mais correres melhor te tornarás.  That’s it!
Aprecia os conselhos dos corredores experientes (têm realmente experiência que tu não tens) mas ninguém te conhece melhor que tu!  Não desmotives se as palavras mágicas não se realizam.  Trabalha honestamente e os resultados virão. 

7. Aceita as pequenas vitórias 

Aplica-se na vida quotidiana e na corrida.  Nunca menosprezes a tua evolução, os teus recordes e os teus progressos, por muito pequeno que sejam.  Mesmo que tenhas melhorado um tempo por 20 segundos… estás no bom caminho, estás a melhorar! 
Aliás mais uma razão para não partilhares demasiado os teus progressos com os outros é que ninguém quer saber! Remember? 
O que para alguns representa nada é para ti uma pequena vitoria pessoal.  Não arrisques a ver o impacto do teu progresso diminuído por alguém que nem sequer sabe que é a corrida.  Aceita as tuas pequenas vitórias, tens esse direito, mereces, e é motivante! 
Alguém que não corre não pode compreender o absurdo que é (sobretudo o esforço colossal) ir correr como um estúpido sob um sol pesado, num sábado a tarde sob 25º em vez de estares numa esplanada a beber uma boa cerveja gelada e a curtir o sol. 

6. Larga as desculpas 

Se queres lançar-te nisto a sério e ver realmente progressos, fuck as desculpas!  A única coisa fácil em relação a corrida é encontrar desculpas para faltar… Pode estar demasiado calor, demasiado frio, muito cinzento, muito ventoso, muito húmido, muito sol, ser muito cedo ou muito tarde.  Se começas a olhar para a pressão barométrica é porque esgotaste todas as desculpas.  Se olhas atentamente para o boletim meteorológico, haverá evidentemente a possibilidade de precipitação, há sempre. 
Não digo para correres durante uma trovoada, mas um pouco de chuva não é o fim do mundo!  Põe a tua música no teu Ipod e vai para a chuva chorar! 
As desculpas são o teu pior inimigo!  A tua cabeça também pode sê-lo por vezes.  Pensas que quando sais de casa está salvo?  Nope!  Terás muitas vezes uma voz que vai procurar a via mais fácil para te dizer “abranda“.  Tens que aprender a não ouvir essa voz … 

5. É normal que sofras 

Como já te disse não me considero um corredor natural.  Estou a tornar-me melhor mas em cada corrida que faço é mais uma razão para o meu corpo odiar-me… É normal.  Sobretudo quando estás a começar, é um exercício que o teu corpo não está habituado a fazer.  No dia seguinte vais forçosamente estar dorido e no dia seguinte pior ainda… 
Por vezes oiço pessoas falar de uma prova “fácil”. Até podes ter uma prova que correu bem, mas fácil?? Tretas!  Uma corrida nunca é fácil.  A menos que tenhas reduzida a tua distância ou que o teu ritmo (pace) seja demasiado lento em função do que tu és capaz.  Logicamente quanto mais corres, melhor te tornas e que deverias reduzir o teu tempo para a mesma distância.  O que na prática faz com que cada corrida seja mais exigente para o teu corpo.

4. Há dias bons mas também há maus 

Uma das coisas que acho que não se fala muito é que há dias bons e há dias maus.  Se tens por vezes a sensação que voas no asfalto, há outras alturas em que parece que arrastas um piano atrás de ti..e é normal. Há dias em que por uma razão ou outra não tens energias.  Nesse dia a tua corrida será particularmente muito difícil.  Tens que aceitar que nem sempre as coisas correm bem. 
Quando digo aceitar não é parar assim que sentes o cansaço.  É preciso tentar passar por cima dessa falta de energia.  Tens que dar tudo o que tens e ver até onde consegues ir.  É preciso compreender mais uma vez que na corrida como na vida há dias bons e dias maus…É temporário.. 

3. Não é um desporto de equipa 

A corrida ao contrário de outros desportos é um desporto individual.  Estás a combater contra ti próprio.  É claro que é sempre agradável partilhar um treino com um amigo, torna a atividade mais agradável e motivante.  Ou ter um parceiro de corrida, alguém que puxa por ti.  Todo o mundo é diferente e se queres melhorar deves fazê-lo ao teu ritmo.  E mesmo que corras com alguém em melhor forma que tu e que puxa por ti, arriscas a que “cair” quando vieres a correr sozinho.  É realmente muito importante conseguir motivares-te a ti mesmo, batalhares por ti e encorajares-te.

2. Não te compares com os outros

Um dos pontos mais importantes:  NUNCA te compares aos outros.  1º haverá sempre alguém melhor que tu, 2º não podes fazer comparações, é relativo por uma série de razões.  Alguém que corre há vários meses será mais forte que tu, se começaste agora.  Compara-te contigo próprio.  Vê os teus resultados e a tua evolução. 
Outra coisa, não deixes os outros compararem-se à tua conta.  Uma corrida de 5km é menos admirável que uma de 10? Nem pensar!  A menos que sejas tu mesmo a duplicar a tua distância. 5km com um ritmo muito elevado pode ser 2 vezes mais difícil que 10km feitos lentamente. 
Anyway, não queremos saber dos outros!  Os outros não querem saber das tuas corridas e tu não queres saber das deles!!!

1. Fa-lo por ti 

Acho que sabes onde quero chegar.  Se começaste a correr a pouco tempo e queres ver progressos deves fazê-lo por ti! Se o fazes para os outros, terás muita dificuldade em encontrar a tua motivação.  A corrida é evidentemente físico, mas muito da cabeça também.  É cliché mas a cabeça é mais forte que o teu corpo… se conseguires vencer a tua cabeça, serás capaz de alcançar o que desejas.  E isso é a parte mais difícil! 
Quis escrever este artigo porque quando comecei a correr, parecia que só havia atletas olímpicos a minha volta que achavam que a corrida não é difícil.  Não era nada encorajador para quem vomitava nos pés ao fim de 1km percorrido… pouco a pouco melhorei o meu tempo, o meu cardio e ganhei uma certa confiança nas minhas capacidades, mas a corrida nunca passou a ser uma coisa fácil e natural.  Expecto quando terminas uma prova oficial no meio de milhares de pessoas, encorajado pelos teus amigos e que consegues acabar com um tempo que achavas que nunca conseguirias fazer em “rollerblades”…. o sentimento de orgulho e de missão cumprida é indescritível.  Uma vez na tua vida tens que fazer algo assim. 
Ainda hoje a corrida chateia-me.  Mas é justamente por isso, por ser difícil que continuo a correr mesmo se eu me passo!  Para mim correr é alcançar algo que pensas a partida ser impossível de atingir.  É sã e é extremamente gratificante. Cada vez que vais correr realizas o impossível e ganhaste assim a batalha.  
Portanto, tu que começaste a correr a pouco tempo, NÃO DESISTAS!  Talvez nos cruzemos em Ottawa no fim de maio na corrida dos 10km?  Vais reconhecer-me logo, sou aquele gajo que chora e sangra no 1km amaldiçoando o momento em que tive a infeliz ideia de me inscrever, só também serei aquele gajo a chegada, cara suada vermelha, já “sem” pernas, que terá o sentimento de ter destruído a muralha da China apenas graças a sua simples FORÇA DE VONTADE!
SOMOS AWESOME!"

Traduzido por Allinrace de 
http://www.grandrouxetmoes.com/

Apoios