Registo | Entrar
PT EN

Viciadas na Corrida

Viciadas na Corrida

Novembro 26, 2015 / 493

Viciadas na Corrida

VICIADAS NA CORRIDA 

Espectacular para a silhueta e para o humor, não é caro e não é assim tão difícil….a corrida é um desporto viciante! 

Ela corre, corre, a tendência… 
Cada vez temos mais mulheres a calçar sapatilhas! 
Segundo um estudo recente (realizado pela agencia Kantar Media com a Esprit Running), estas representam cerca de um terço dos 5.9 milhões de adeptos da corrida, em França! 
Trata-se da atividade física mais publicitada desde os anos 90 confirma Patrick Mignon, sociólogo da Insep (Instituto nacional do desporto da perícia e da performance). Pode ser iniciada em qualquer idade! Aliás, até depois dos 40 anos, a margem de progressão é significante.
Corre-se quando se quer e não é caro! O ginásio? Nem se pensa nisso! A Corredora do seculo XXI dá preferência aos espaços ao ar livre, parques, bosques, trilhos campestres…”Quando se corre regularmente nos mesmos percursos, com a natureza a nossa volta, redescobrimos as estações do ano, o vento o sol e a chuva……” sublinha o antropólogo David le Breton autor de « Marcher : éloge des chemins et de la lenteur » 
É um prazer precioso para a maior parte dos atletas que têm empregos sedentários. “A motivação principal é a descoberta do corpo e do esforço físico. Somos uma humanidade sentada. Passamos do carro para o escritório, e do carro para o sofá como se o corpo passasse a ser inútil”analisa o antropólogo.
Até as que entram na corrida com a preocupação da manutenção física, descobrem muito rapidamente os outros benefícios existentes. Entre outros, o bem-estar extremamente agradável sentido após o esforço realizado. Procura-se encontrar a distância ideal para fazer frente as preocupações do quotidiano e é assim que nos libertarmos das pressões a nível profissional ou familiar.
“Corremos também para tentar ultrapassar-nos. Para testar os nossos limites!” Muito frequentemente as corredoras descobrem o gosto pela performance. Progressivamente entram no jogo da competição. E com 5.400 corridas este ano em França, as oportunidades de se avaliarem não faltarão.
Na maratona de Paris estiveram mais de 8.000 atletas femininas a percorrer os 42.195, no dia 7 de Abril. Na linha de partida “já não somos mãe, esposa, chefe de serviço ou funcionária, somos uma mulher no meio de outras, anônimas, sem contas a dar a ninguém. Correr é a liberdade!” 
Corrida, anti-depressivo? Quando lhe tomamos o gosto não há calcanhares doloridos, chuva, frio ou lotação dos parques a determinadas horas que faça mudar esse prazer que há em sair para a rua e correr! 

Traduzido por e para Allinrace

Apoios