Registo | Entrar
PT EN

Challenge Olímpico Allinrace - O FINAL

Challenge Olímpico Allinrace - O FINAL

Outubro 12, 2021 / 372

Challenge Olímpico Allinrace - O FINAL

Passados 15 dias, finalmente aparece o artigo sobre o maior evento “olímpico” de Allinrace.   

Introdução
   

Em Julho assistimos aos Jogos Olímpico de Tóquio que, apesar da pandemia e das bancadas vazias, é sempre um evento para todos os amantes do desporto e, no nosso caso, do atletismo.  
Este evento mundial teve, como é habitual, o acompanhamento diário que podes ler AQUI.   
Vocês continuaram a insistir com novo desafio e, juntando tudo, decidimos lançar o Desafio Olímpico Allinrace.  
Contactámos o nosso parceiro que nos deu apoio técnico nas provas anteriores nomeadamente os circuitos Power 2021 e a corrida Road Running mas era, nesta altura, impossível alinhar connosco.   
Também nos disse que, o que queríamos montar, era uma loucura e impossível de gerir.  
Claro que agradecemos o elogio e aceitámos o desafio de gerir o ingerível.
Com estas limitações, definimos logo alguns pontos importantes desde logo:
- Fazermos sem apoio;
- Limitar inscrições a 100;
- Puxar por vocês ao máximo;
- Manter a sanidade mental.
   

As inscrições
   
Logo de início, começou mal. Foi anunciada data de início de inscrições para 15 de Agosto mas, lembrámo-nos de complicar (a nossa vida) e antecipámos uma semana sem dizer a ninguém, armados em espertos.   
Resultado: em 4 horas já tínhamos 200 inscritos.   
Quando fechámos, a malta que não viu queixou-se e bem então, reabrimos de novo as inscrições sabendo desde logo que já nem sequer controlávamos nada do que acontecesse daí para a frente.   
A tal loucura que insiste em vir ter connosco. Resumindo, na lista final de inscritos ficaram 229 atletas. A esperança é que alguns desistissem portanto criámos a regra de só passar ao desafio seguinte quem cumprisse o anterior.  
Tudo isto para dizer que até vocês foram importantes para ajudar a corrigir senão era de todo impossível chegarmos ao fim.   

Depois da cerimónia de abertura, iniciaram-se os nossos Desafios Olímpicos e na História fica o seguinte:  
229 atletas à partida – 124 à chegada do 1º desafio dos quais 44 senhoras.   

400 metros
   
A 1ª prova teve logo reacções. Desde logo, mais de 100 inscritos não compareceram.
Incluímos nas surpresas um quadro que mostrou qual a tua posição para o campeão olímpico quando ele cortou a meta.
Fomos bastante elogiados com palavras carinhosas como “malucos, lunáticos, brutos” e alguns casos de dúvidas existenciais como “isto é tão estupido, mas já olho para o mail a cada 5 minutos para ver se chega o lançamento do próximo desafio”.   

Mas vamos aos destaques.
   
400 metros vencidos pelo Vagner e Daniela com finais muito apertados.
7 segundos separaram os 4 primeiros nos homens e 4 primeiras nas meninas.
Importante mesmo é que todos fizeram questão de sentir o espírito e fizeram o seu sprint na carga máxima.   

4x200 metros
   
Primeiro desafio de séries. Os mais dolorosos. Atletas a dizer que “nunca tinha sofrido tanto”, “quem me manda a mim..”, “nunca fiz isto” e outros que, depois do sofrimento, diziam que “não posso esperar pelo próximo” fizeram isto continuar mas já houve desistências.   

Destaques:   
Vencedores do desafio foram a Rita nas meninas com uma grande prestação.
Já nos homens o Tiago e o Nuno fecharam no mesmo segundo e o Bruno e o Júlio ficaram logo atrás, ambos com o mesmo tempo.
Um sinal de que a competição estava ao rubro e todos os segundos contam. Brutal.   

1500 metros
   
O desafio mais longo e, apostámos, o menos complicado de todos. Apostámos e perdemos porque todos, sem excepção, levaram isto muito a sério e fizeram questão de “rebentar” a sua escala. Foram todos em rotação máxima e foi uma prova digna de se ver. Um verdadeiro espectáculo na prova mais longa dos desafios. 

Destaques:
   
Júlio a vencer com o José e o Gonçalo no pódio.
A Daniela volta a vencer com a Vera e a Rosa a terminarem logo a seguir.
   
Após 3 desafios, 15 atletas já ficaram desclassificados por “falta de comparência”.   

4x100 metros
   
Nesta prova icónica, tivemos a mais divertida série de comentários vossos.
Desde “no último, já nem conseguia respirar”, “monstruoso o que nos fazem”, “nem sei como ainda há resistentes desta parvoíce”, “lindo, posso repetir?”.
   

Destaques:
   
Venceram o Hugo e o Júlio que terminaram no mesmo segundo, o foto-finish teve muito trabalho com 3 segundos a separar os 4 primeiros.
Nas meninas, a Rita volta ao lugar mais alto do pódio com a Daniela logo atrás separadas por 2 segundos.
   
Mais 4 atletas apanhados que falharam os blocos de partida.   
Já só sobram 105 resistentes.

800 metros
   
2 voltas à pista. Mais um desafio rápido com táctica necessária para chegar bem à última curva antes da recta da meta. Um desafio desgastante que mostrou a capacidade pulmonar e muscular nos resistentes.   

Destaques:
  
Vitória do José Silva que se estreia no topo, repetindo pódios o Vagner e o Gonçalo.
A Daniela superou as adversárias e faz a tripla vitória com a Vera, que repete pódio com 2 segundos de vantagem sobre “as” Marias.
A 2ª prova simples mais longa do Desafio Olímpico fica assim feita e começa aqui a 2ª parte dos desafios já com vista para o grande final. Estão em prova 103 atletas que resistem corajosamente.   

200 metros
   
A mais desejada prova chegou.
22 atletas correram abaixo de 3 min/km este desafio. A prova estava dada, quem cá esteve, esteve a dar o seu máximo.
   

Destaques:
   
Vencedores Gonçalo, Eduardo e Hugo por esta ordem e os 4 primeiros separados por ... 1 segundo.
Nas atletas, Rita e Susana (que se estreia no pódio) venceram com a Daniela, Maria do céu e Vera a terminar no mesmo segundo e a 1 segundo das vencedoras. Mesmo, mesmo foto finish.
Começou nesta data a ideia do nome para tanta prova que viria a chamar-se DOIDatlo.   

4x400 metros
   
A mais dura de todas as provas. Uma verdadeira tortura, dizem uns, um grande treino, dizem outros.
Como todos estavam cá para dar o melhor, todos sofreram.  

Destaques:
  
2ª vitória do Vagner bem seguido do Hugo e do José.
Também repetente nas vitórias foi a Daniela que luta pelo Top10 da geral.
   

100 metros
   
A prova rainha da velocidade. O desafio que todos esperavam.
Vários atletas repetiram esta distancia com a sensação de que podiam fazer melhor.
E alguns até fizeram.
   

Destaques:
   
Gonçalo, Hugo e Paulo terminaram no mesmo segundo. E os 3 atletas seguintes também, com mais 1 segundo dos vencedores. 
A Daniela carimba sua vitória 1 segundo abaixo da Rosa e da Mª do Céu.
Competição ao rubro e um final épico, como nós gostamos.
   

Classificação geral Total
   

Esta foi uma última invenção que juntou todos os desafios numa só tabela.   
Mais importante que a classificação, foi a participação, a vontade de superação e a nossa tentativa de fazer disto uma competição individual. O que, em provas virtuais, é sempre difícil. O objectivo foi conseguido nunca pensando que haveriam tantos resistentes ao fim de 1 mês de evento.   

Conclusão
   

Não podemos esquecer os atletas que adquiriram a T-Shirt voadora, cujo valor excedente foi entregue para ajudar animais abandonados doentes ao cuidado do Canil da Aroeira AOOA Almada.
   

Este evento marca o final da nossa missão de vos fazer correr enquanto as empresas organizadoras de corridas não voltavam. Felizmente, já temos corridas presenciais e enquanto decorriam estes Desafios, alguns de vocês estiveram presentes em provas oficiais representando os seus clubes e em provas de trail que puxaram pelo cabedal mas, curiosamente, não deixaram de cá vir fazer os vossos desafios.   

Neste evento, desafiámos todos a enviarem a vossa foto para que todos vejam quem foram os seus adversários e a verdade é que tivemos mais de 80 fotos só partilhadas entre quem cá esteve.   
Em jeito de homenagem, fizemos questão de comentar cada uma das fotos.   
Para ti, que estiveste connosco, és o(a) grande Vencedor(a). Parabéns!   
Obrigado a todos os participantes nestas pequenas loucuras. Encontramo-nos nas estradas, pistas ou montes.   

Até breve!!!   
A tua Equipa Allinrace

Apoios